domingo, 22 de maio de 2011

Jovem é barbaramente assassinado em Laranjeiras do Sul.





Um crime bárbaro foi cometido em Laranjeiras do Sul provavelmente na noite de sexta feira (20) ou madrugada de sábado (21) na Vila das Palmeiras e o corpo só foi encontrado na manhã de domingo (22).

A senhora Dejanira Nogueira, mãe de  Jeferson Leopoldino Nogueira de 29 anos, foi até a 2ª SDP para registrar o desaparecimento do filho que ela não via desde a ultima sexta feira.


O casal suspeito

Na delegacia, foi atendida pelo investigador Ezequiel Ribeiro, que imediatamente começou a trabalhar no caso. Ezequiel manteve contato com outros familiares para saber onde o jovem poderia estar e foi informado que a ultima vez que foi visto, estava acompanhado do casal Claudio Padilha e Rosimeri Teles Moreira. O policial esteve na casa do casal e notou algo estranho.Segundo ele, a casa estava toda trancada com travas na porta e janelas e isso chamou sua atenção, logo despertando a suspeita que algo errado estava acontecendo.  Durante a investigação uma jovem da família recebeu uma ligação de Rosemeri, na sequencia, o investigador pediu para conversar com ela e por telefone Rosemeri confirmou que o seu companheiro, após uma discussão, havia matado o Jeferson e o corpo estava no interior da casa, num pequeno banheiro. O policial com os familiares entraram na casa e depararam-se com uma cena tétrica.


O corpo de Jeferson estava no local informado e com a perna amputada. Após a constatação, o local foi isolado para o trabalho de perícia e o IML de Guarapuava foi chamado para os procedimentos. Segundo informação extra oficial a causa morte foi choque hemorrágico, ou seja, Jeferson  morreu por sangramento, presumindo-se que a perna tenha sido amputada com a vítima viva. Claudio Padilha e Rosemeri Nogueira, passavam-se por evangélicos e vendiam cocada na Vila das Palmeiras. Claudio  já tem passagem na polícia, por outro homicídio cometido. Para o investigador Ezequiel, que realizou um trabalho rápido e eficiente, a frieza com que foi cometido o assassinato e a tentativa de ocultar o corpo, demonstra que os autores são pessoas de extrema crueldade. Rosemeri que encontra-se foragida em Cascavel, passou mais de 24 horas com o cadáver na residência sem despertar qualquer suspeita e antes de deixar o local, fez uma faxina completa na casa, para não deixar pistas. O companheiro de Rosemeri, Claudio Padilha, encontra-se foragido em Mangueirinha. O delegado Dr. Adriano Chohfi, deve pedir a prisão preventiva do casal nas próximas horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário